Spread the love

Ontem (03), data na qual a Petrobrás completou 64 anos de criação, sindicatos, centrais sindicais, frentes populares e movimentos sociais realizaram um grande ato no Rio de Janeiro em defesa da soberania nacional e contra o desmonte das empresas estatais. Em Salvador também ocorreram manifestações durante todo dia, iniciando com um ato em frente ao prédio da Petrobrás (EDIBA) no Itaigara. O evento foi organizado pelo Sindipetro-BA, que levou um bolo pelo aniversário da petrolífera.

Após o ato, o Sindipetro, em parceria com professores, Apub Sindicato e Levante Popular da Juventude, promoveu uma aula pública em defesa da Petrobrás e da soberania nacional no Centro Educacional Carneiro Ribeiro, Escola Classe 2. Além da aula, também foi realizada uma oficina de estêncil (pintura) com os adolescentes do colégio.

As atividades foram encerradas no bairro do Lobato (Rua do Amparo), local da descoberta do primeiro poço comercializável de Petróleo do Brasil. Participam Apub Sindicato, Grupo Tortura Nunca Mais, Levante Popular da Juventude, Sindipetro e Abraspet. A diretora Leopoldina Menezes representou a Apub e falou sobre a importância daquele local histórico e da necessidade de defender o pré-sal para o financiamento da educação.

WhatsApp Image 2017-10-02 at 12.30.09 PM