Spread the love

Ato promovido pela campanha Conhecimento Sem Cortes aconteceu em frente ao Congresso Nacional

Mais de 82 mil assinaturas contra os cortes nos orçamentos federais que atingem a estrutura de produção de conhecimento no país serão entregues nesta terça à presidência da Câmara dos Deputados

Brasília, 09 de outubro de 2017 – Professores universitários e cientistas mobilizados na campanha Conhecimento Sem Cortes promoveram, no gramado diante do Congresso Nacional, uma ação cenográfica com livros gigantes para denunciar o desmonte da estrutura nacional de ensino, ciência e tecnologia.

Cinco livros com três metros de altura cada foram produzidos em madeira para simbolizar as diferentes esferas de conhecimento de interesse social que já são drasticamente afetadas pelos cortes de mais de R$ 12 bilhões no setor desde 2015. Os livros foram dispostos no gramado e depois derrubados em sequência, reproduzindo o “efeito dominó” que os rombos orçamentários têm provocado no funcionamento das universidades e centros de ciência e pesquisa.

“Esta ação em plena Esplanada dos Ministérios, em frente ao parlamento brasileiro, visa defender a Educação, a Ciência e a Universidade, fundamentais para o desenvolvimento do país”, afirma Tatiana Roque, coordenadora da campanha e presidente da Adufrj (Associação de Docentes da UFRJ). “Não podemos aceitar que os investimentos nessas áreas sejam usados como moeda de troca nas barganhas políticas que têm dominado a agenda do Congresso Nacional nos últimos dois anos”.

A campanha Conhecimento sem Cortes é uma iniciativa liderada por associações de docentes de quatro instituições federais de ensino superior: UFRJ, UnB, UFMG e IFRJ; tem por parceiros as principais associações científicas do país como SBPC e ABC, além de associações estudantis como a ANPG. A campanha foi lançada no dia 22 de junho junto com uma petição pública contra os cortes no orçamento que reuniu mais de 82 mil assinaturas.

Segundo Tatiana Roque, o forte engajamento de professores, pesquisadores, alunos e do conjunto da sociedade na campanha comprova que essa é uma pauta urgente e de grande apelo popular. “Estamos aqui para pressionar deputadas e deputados para que se comprometam concretamente com o pleno funcionamento das universidades e institutos de pesquisa, garantindo o descontingenciamento dos recursos de 2017 e alocando verba adequada no orçamento de 2018, que deve ser votado ainda este mês”, explica.

Amanhã, terça-feira, a campanha Conhecimento Sem Cortes cumpre agenda no Congresso Nacional para protocolar a entrega da petição e mobilizar diretamente deputados e senadores. Pela manhã, será realizada audiência pública temática para discutir os cortes e seus impactos para o país; a partir das 15h, durante Ato Público no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, a petição será formalmente entregue à presidência do Congresso.

“Vale ressaltar que esta é uma pauta que transcende interesses políticos-partidários porque trata de setores estratégicos para a autonomia e desenvolvimento do Brasil”, reitera Ildeu Moreira Castro, presidente da SBPC (Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência). “Importantes pesquisas em saúde pública, agricultura e geração de energia estão sendo comprometidas ou interrompidas. O prejuízo para o país é incalculável”.

 Em quatro meses de intensa mobilização, além da petição, a campanha promoveu eventos locais e a instalação de “Tesourômetros” – painéis com contadores eletrônicos que informam a população sobre o volume dos cortes orçamentários em tempo real – no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília; um quarto contador será colocado em Salvador no próximo dia 16. Os cálculos utilizados nos “Tesourômetros” foram  feitos pelo professor e economista da UFRJ, Carlos Frederico Leão da Rocha, e evidenciam que, desde 2015, o orçamento federal destinado às universidades e institutos de ciência, tecnologia e inovação sofreu um corte drástico de mais de R$ 12 bilhões, ou cerca de R$ 500 mil por hora.

AGENDA “CONHECIMENTO SEM CORTES” NO CONGRESSO NACIONAL

Audiência Pública: Debate sobre o orçamento da ciência e tecnologia, seus cortes e consequências para o desenvolvimento do país

Data: terça, dia 10 de outubro

Hora: 09h30

Local: Plenário 11, Anexo II da Câmara dos Deputados

Ato Público: Cientistas, professores e estudantes juntos pelo conhecimento

Data: terça, dia 10 de outubro

Hora: 15h

Local: Salão Nobre da Câmara dos Deputados

Texto: Gabriela Furquim
Foto: Pedro Lenehr/Adufrj