Spread the love

Professores, estudantes e diretores da educação pública se uniram na tarde desta sexta-feira (23) no Salão Nobre da Reitoria da UFBA para a Aula Pública sobre o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID, que corre o risco de ser interrompido no final de fevereiro. A aula serviu também como um espaço de mobilização não só contra a interrupção do programa, que conta com quase 70 mil bolsistas e dedica-se a formação de jovens professores com didáticas práticas e inovadoras, mas também em relação aos constantes cortes de investimento na educação.

O reitor da UFBA, prof. João Carlos Salles, abriu o evento falando sobre a importância do PIBID na construção de um conhecimento inclusivo, democrático e rico de sociabilidade, além de parabenizar os professores e toda a equipe que faz o projeto acontecer. Em seguida, o Pró-Reitor de Ensino de Graduação, Prof. Penildon Silva Filho citou os cortes de orçamento para as universidades e a tentativa de censura que a Universidade de Brasília está sofrendo, como exemplos de retrocesso na área de educação e da necessidade de reforçarmos a luta a favor do conhecimento democrático.

Representando os estudantes, o bolsista do PIBID, Gabriel Freitas, se manifestou destacando a interrupção do programa como parte das estratégias de golpe que o país tem sofrido desde 2016. “Impedir o avanço do programa é impedir o progresso da educação, e isso é interessante para eles, já que é através da educação e do censo crítico que ficamos conscientes a respeito da situação do país”, declarou o estudante que também arrancou palmas e coro da plateia em apoio ao Prorroga PIBID.

As coordenadoras da inciativa, Alessandra Assis e Rilmar Lopes, professores da UFBA e de escolas municipais de Salvador também ressaltaram a importância do programa na formação de professores cada vez mais qualificados e a gravidade dos danos que a pausa do programa pode gerar.

4 5 1 3 (1)