A Reforma Administrativa vai criar conflitos nas carreiras da educação

A Reforma Administrativa vai criar conflitos nas carreiras da educação

💣 Para destruir universidades e institutos federais por dentro, o governo de Jair Bolsonaro criou a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), para minar as relações internas entre seus trabalhadores e  colocar as carreiras da Educação pública em choque, acabar com o Regime Jurídico Único (RJU) e com a estabilidade dos servidores públicos.

💔 Com servidores contratados com diferentes vínculos, haveria uma fragmentação cada vez maior do trabalho.

Isso também ajudaria a enfraquecer a capacidade de resistência contra projetos futuros que tiverem como foco a destruição da educação e do ensino superior público. Servidores sem estabilidade teriam menos força para lutar pelos próprios direitos ou pelo bem coletivo.

👿 Desde o começo, um dos principais objetivos do governo Bolsonaro é perseguir os servidores públicos (sobretudo docentes) e transferir a gestão dessas instituições para a iniciativa privada, para que os grandes empresários da educação lucrem com a excelência delas.

A PEC 32/2020 precisa ser barrada, ou ela destruirá as universidades e os institutos federais, que são essenciais para a construção de um país com mais igualdade e justiça social.

#ReformaAdministrativaNão #GovernoContraoPovo #GovernoMente #DefendaoServiçoPúblico #PEC32Não #ServiçosPúblicos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu