Apub, Assufba e DCE convocam Plenária e Ato unificado em defesa da UFBA

Diante da estarrecedora declaração do Ministro da Educação do governo Bolsonaro, Abraham Weintrab de que a UFBA, UnB e UFF tiveram 30% de suas verbas bloqueadas – corte posteriormente estendido às demais universidades públicas – por supostos episódios de “balbúrdia” e alegado desempenho aquém do esperado, a Apub une-se à Assufba e DCE/UFBA na convocação de uma Plenária e um Ato Público unificado para o dia 06 de maio, próxima segunda-feira, a partir das 9h, na Faculdade de Educação da UFBA.

A atividade pretende ser um espaço de defesa da UFBA, das demais universidades e da educação pública brasileira, que vem sofrendo constantes ataques do atual governo, que combina asfixia financeira a uma perseguição ideológica baseada em profundo obscurantismo, ignorância e preconceito.

A Universidade Federal da Bahia é a 30º colocada entre as melhores universidades da América Latina segundo o ranking da Times Higher Education (THE), a 14ª do ranking universitário do jornal Folha de São Paulo e está entre as 1000 melhores instituições do planeta de acordo com o ranking CWUR. E, ainda que não fosse o caso, causa estranheza que a solução do Ministro da Educação para “baixo desempenho” científico seja o corte dos investimentos que seriam essenciais para sua melhora. Além disso, é próprio do ambiente universitário a liberdade de manifestação, opinião, a convivência com a diversidade e a abertura para o diálogo. São valores, percebe-se, frontalmente opostos aos que guiam os atuais detentores do poder. É a liberdade que os assusta e, por isso, tentam amordaçá-la.

As entidades entendem que, neste grave momento é urgente uma resposta mobilizadora em defesa das universidades públicas, que são um patrimônio do povo brasileiro, vetores de desenvolvimento com soberania e agentes de transformação social.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Close Menu