Apub sedia reunião sobre situação de atingidos pelo rompimento da barragem do Quati

A Apub sediou no dia 17 de julho uma reunião com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Senge-BA, PROIFES e Sindae-BA sobre a situação dos atingidos e atingidas pelo rompimento da barragem do Quati, no interior do Estado. De acordo com o representante do MAB, Moisés Borges, que esteve no local, a situação é grave, com diversas famílias desabrigadas devido à inundação. O município de Coronel João Sá é o caso mais crítico, com um total de 14 mil pessoas atingidas, sendo que 2.500 estão desalojadas.

Em Pedro Alexandre, outro muncípio no caminho da barragem, são pelo menos 50 famílias atingidas, porém os números podem ser maiores, pois ainda não há dados contabilizados na zona rural. Ainda de acordo com Moisés, o MAB está presente organizando brigadas, coleta de donativos e cobrando do poder público a devida assistência às famílias.

A Apub e demais entidades presentes na reunião irão organizar uma caravana para visitar os locais atingidos. Outra pauta da reunião foi a Jornada de Lutas do MAB, que acontecerá no final de agosto, cuja programação inclui atos, plenárias e uma audiência pública na Assembleia Legislativa da Bahia sobre políticas para atingidos por barragens.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Close Menu