Assembleia Apub define pautas prioritárias de reivindicação e elege representantes na CPA/UFBA

A Apub realizou, na tarde de hoje (19), a primeira Assembleia Geral online de 2021. A pauta trouxe diversos assuntos relacionados à conjuntura como a Reforma Administrativa (PEC 32), a proposta de redução salarial no serviço público federal (PEC 186), orçamento das Universidades e Institutos Federais em 2021, o andamento da vacinação contra a covid-19 na Bahia e as eleições da Comissão Própria de Avaliação da UFBA. A coordenação foi do presidente da Apub, professor Emanuel Lins. Os principais pontos de discussão levantados foram a necessidade de unificar a luta contra as medidas de retiradas de direitos e desmonte dos serviços públicos, a situação da pandemia no Brasil, ausência de vacinação e os impactos na educação, o acompanhamento das condições de trabalho docente e mobilização da categoria, a importância da comunicação digital e campanhas unificadas como estratégias de luta. A plenária também elegeu, por unanimidade as professoras Sílvia Leite (Faced), como titular, e Lívia Angeli (Enfermagem), como suplente, para a representação docente na Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UFBA. Os pontos sobre orçamento das IFES e retorno às aulas não foram finalizados devido ao tempo e serão retomados em próximas Assembleias.

Veja a lista dos encaminhamentos: 

  • Eleitas as professoras Sílvia Leite e Lívia Angeli para a representação docente Comissão Própria de Avaliação da UFBA
  • Que o GT Educação da Apub inclua em sua pauta o debate sobre a política do sindicato para processos de auto avaliação

Pautas de reivindicação:

  • Revogação da Emenda do teto de gastos
  • Vacinação já e quebra das patentes
  • Prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600,00
  • Defesa dos Serviços Públicos

Estratégias e táticas:

  • Realizar campanhas (inclusive unificadas) de comunicação com focos em três setores: categoria docente e setor da educação, população em geral e parlamentares
  • Pressão organizada sobre parlamentares
  • Construção de ações conjuntas através das Centrais sindicais e Frentes populares
  • Participação no Fora Bolsonaro (próxima carreata dia 21, 9h, saindo do Elevador Lacerda)
  • Realizar plenária unificada de docentes, servidores técnicos e estudantes das universidades e institutos federais baianos
  • Realizar reunião aberta da diretoria para debater a instalação de um grupo ou fórum que acompanhe como estão as condições de trabalho docente
  • Realizar ações de denúncia do corte de verbas para a educação e pautar a luta pela recomposição do seu orçamento e também da ciência e tecnologia (ponto será aprofundado em próxima Assembleia)
  • Indicativo de nova Assembleia em duas ou três semanas, com data exata a ser definida pela diretoria
  • Realização de um debate sobre quais as condições mínimas de retorno às aulas presenciais para qualificar o posicionamento a ser tirado em próxima Assembleia.
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Close Menu