Fórum Social Mundial terá mesa com criador do curso sobre o Golpe de 2016

A Apub Sindicato promove, no dia 17, às 9h30, na tenda da CUT, a mesa redonda sobre “Universidade e Democracia: o momento atual”, com o professor da Universidade de Brasília (UNB), Luís Felipe Miguel, que propôs o curso “O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil”. A atividade, que acontecerá no último dia do Fórum Social Mundial, é a primeira do ciclo de debates preparatórios para o Congresso Docente da Apub.

O curso criado pelo professor ganhou destaque após o ministro da educação, Mendonça Filho, tentar impedir a sua realização com uma ação contra a legalidade do conteúdo e a utilização da palavra “golpe” na identificação da disciplina. O posicionamento do Ministério da Educação (MEC), no entanto, teve um efeito contrário: diversas Universidades Federais do país repudiaram a atitude, que fere indiscutivelmente a autonomia universitária, e decidiram implementá-la em suas atividades curriculares, incluindo a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

A interferência do MEC, associada às outras diversas medidas do governo federal, levanta questionamentos e discussões sobre censura e controle, especialmente no docência, mas também na sociedade como um todo; e acerca do papel da universidade na reflexão sobre a realidade sociopolítica do país.

Nesse sentido, a mesa tem o objetivo de debater tanto os ataques que a educação pública vem sofrendo, relacionando-os ao processo de rompimento democrático em 2016 e ao conservadorismo, mas também de formular em que medida a Universidade e a Democracia convergem em seus princípios.

Participarão da mesa também o reitor da UFBA, João Carlos Salles, o reitor da UFRB, Silvio Soglia, representando a Andifes e a professora Maria Hilda Baqueiro, diretora da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu