Nota Apub – Ações de mobilização consequentes na Greve Geral da Educação Pública #18M

O Brasil vive um processo cada vez mais acelerado de desmonte dos direitos sociais e de retrocessos políticos, fruto do governo ultra neoliberal e autoritário de Jair Bolsonaro. O Presidente Bolsonaro, irresponsavelmente, tem agido em desconformidade às orientações sanitárias internacionais e nacionais, inclusive do seu próprio Ministério da Saúde, mostrando despreparo para o cargo e descaso com o direito básico à saúde que assiste a todo o povo brasileiro. Neste cenário, a defesa dos serviços públicos e da Democracia permanecem como bandeiras urgentes, parte imprescindível para o projeto de país justo, solidário e soberano.

A APUB tem construído uma série de mobilizações para a defesa da categoria e da Universidade pública, mas também é parte da luta contínua, juntamente com demais entidades da educação, movimento sindical e social. Em 2019, estas ações culminaram em atividades como os atos das jornadas de maio em defesa da educação, Universidade na Praça, Greves Nacionais e, desde dezembro, o sindicato se incorporou à construção da Greve Nacional do #18M em defesa da Educação, dos Serviços Públicos e da Democracia, adesão aprovada por professoras e professores em Assembleia Geral no último dia 11 de março.

Infelizmente, nos últimos dias tivemos o avanço da contaminação do COVID-19 no Brasil e, na Bahia, frente às orientações do poder público para evitar eventos com aglomeração de pessoas, as manifestações de rua do dia 18 de março foram canceladas.  Porém, não deixaremos de nos manifestar remotamente e denunciar as graves ameaças deste governo às Universidades públicas, à Ciência e Tecnologia, aos Institutos de Pesquisa e ao Sistema Único de Saúde, que são nossas maiores e melhores armas diante desta situação de emergência sanitária.

Aconselhamos à comunidade docente a girar esforços para atuação nas redes sociais com objetivo de reafirmar a nossa Greve e paralisações em todo país, em torno das mesmas pautas que nos levariam às ruas no #18M.

Informamos também que, no dia 18, como parte das mobilizações da Greve Nacional da Educação, faremos uma Live às 9 horas, com transmissão ao vivo no Instagram, para falar sobre a crise sanitária do Coronavírus, suas implicações para a Universidade e o papel do movimento docente neste contexto, além de abordar a situação política e social do Brasil. Além disso, será realizada uma ação unitária entre APUB, junto com docentes de diversas unidades da UFBA, Sindivigilantes e o Sindilimp de distribuição de álcool em gel para os trabalhadores e trabalhadores terceirizados da UFBA, que continuarão no exercício de suas funções.

Por fim, lembramos dos cuidados preventivos essenciais para a contenção da disseminação do vírus que deverão fazer parte de nossos hábitos nos próximos períodos, mas, acima de tudo, de sermos solidárias/os para superação deste momento de crise.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Close Menu