Reforma Administrativa: rachadinha, mamata e cabide de empregos

💵 Rachadinha é quando um político fica com parte dos salários de seus funcionários comissionados (não concursados), seja dos que estão no gabinete ou dos “fantasmas” (aqueles que estão vendendo açaí no horário de expediente, por exemplo).

🤑 Já a mamata é o ganho financeiro por meio de suborno, tráfico de influência, desvio de recursos etc., feita por políticos que colocam pessoas em cargos públicos (sem concurso e qualificação) apenas para se beneficiar do posto.

⚠ As duas práticas vão rolar soltas depois da Reforma Administrativa (PEC 32/2020), por meio dos “cargos de liderança e assessoramento”, que substituirão servidores de carreira (concursados, que ingressam por mérito) por apadrinhados políticos sem preparo, conhecimento da função, da legislação e dos problemas da população.

😡 Pois é, a PEC 32/2020 vai legitimar o cabide de emprego, as rachadinhas, a mamata e a corrupção, além de acabar com o limite de indicações políticas.

✊ É preciso barrar a Reforma Administrativa para defender o serviço público, pois ele é o futuro do Brasil.

Compartilhe no Facebook e Instagram


Fonte: APUB

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu