APUB SINDICATO DOS PROFESSORES DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR DA BAHIA

De mãos dadas com a democracia, pela universidade e por direitos

Nota da APUB sobre a Assembleia do dia 16 de agosto

Na última quinta-feira, 27 de junho, a Apub publicou no Jornal Correio, no seu site e nas suas redes sociais, o edital de Convocação de Assembleia Extraordinária para debater a atual condição de filiação ao PROIFES-Federação, atendendo, portanto, à demanda de filiados/as que protocolaram no dia 19 de junho uma autoconvocação de assembleia com esse tema, em conformidade com o Estatuto da Apub.

A Assembleia foi agendada para o dia 16 de agosto, visando a possibilidade de amplo debate e efetiva presença e participação de todos/as os/as filiados/as. Uma decisão sobre esse tema pode modificar profundamente a participação da Apub no movimento docente nacional e dá espaço para alteração de sua condição de sindicato autônomo e de base estadual.

Considerando que a representatividade da base da Apub-Sindicato é, hoje, estadualizada e interiorizada, com docentes atuando em Amargosa, Barra, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Cachoeira, Camaçari, Cruz das Almas, Feira de Santana, Luís Eduardo Magalhães, Salvador, Santo Antônio de Jesus, Santo Amaro, São Francisco do Conde, São Félix e Vitória da Conquista, convocamos a Assembleia em formato virtual, de modo a dar a mesma condição de participação para todos/as filiados/as.

Em 2009, a Apub deixou de ser uma seção sindical do Andes e passou a ser um sindicato autônomo, de base estadual. Tal processo foi fruto de amplo debate, que passou pela decisão, em assembleia, de fazer um plebiscito, em junho de 2009, para tal decisão. Participaram 1.020 docentes, com votos em todas as unidades da UFBA e também na UFRB. Uma vez que deixou de ser uma seção sindical, ou seja, dirigida pela direção nacional do Andes, decidiu-se, em assembleia, que a Apub tivesse representação nacional por meio do modelo de federação proposto na criação do PROIFES.

Resgatar esses debates e renová-los à luz dos desafios atuais são fundamentais para avançar na concepção sindical que melhor responde às demandas e possibilidades de ampliar direitos da nossa categoria.

Concluída a greve, teremos até o dia 16 de agosto, data da Assembleia, para aprofundar a discussão e garantir a participação qualificada dos docentes, em um processo amplo e democrático de deliberação.

Reforçamos a importância da participação de todas e todos docentes filiados/as na Assembleia Geral Extraordinária!

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp