Spread the love

Hoje (17), a partir das 18 horas, será lançado, o livro “Igrejas e Ditadura militar na Bahia” de autoria do professor aposentado da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA, Joviniano Neto. O evento acontece no CEAS – Centros de Estudos e Ação Social (Estrada de São Lázaro, Federação).

A obra a ampliação de um capitulo de relatório da Comissão Estadual da Verdade, coordenada pelo autor que é também presidente do Grupo Tortura Nunca Mais na Bahia. O relatório centrava-se nos ataques sofridos pelas igrejas que se mobilizaram pela Democracia e contra a tortura de presos políticos. O livro procura reconstituir esta história na Bahia e aborda temas como a avaliação dos governos dos arcebispos D. Eugênio Salles e D. Avelar Brandão Vilela; a atuação do CEAS e do Mosteiro de São Bento, denunciados pela repressão, como principais centros de contestação ao Regime na Bahia; o apoio das Igrejas aos perseguidos políticos e à campanha da Anistia; a vigilância e a fabricação de notícias falsas contra as Igrejas; os ataques às dioceses de Juazeiro, Paulo Afonso e Senhor do Bonfim; a luta, dentro das Igrejas Evangélicas, entre, de um lado, conservadores e fundamentalistas que apoiavam a Ditadura e, de outro, progressistas e ecumênicos que a combatiam.

“Formalmente é de minha autoria, mas procuro reconstituir uma História, constituída por tantos de nós no espaço da igreja e da sociedade civil, no enfrentamento da Ditadura Militar. História que pode contribuir para as lutas do presente.”, afirma Joviniano Neto.