Assembleia Geral Apub mantém greve docente

No final da manhã do dia 18, o Comando de Greve dos docentes da UFBA decidiu em reunião pela diluição da diretoria da APUB Sindicato durante o período da greve, incluindo nesta deliberação, a retirada da diretoria da coordenação da Assembleia. Diante disso, a APUB emitiu nota pública suspendendo a Assembleia, que havia sido convocada pela entidade para o dia 18 de junho. Em nota, a diretoria afirmou que as conquistas dos trabalhadores não são compatíveis com o desmonte e enfraquecimento de suas organizações e que, desde a deflagração da greve, o sindicato se colocou na construção do movimento com a participação de membros da diretoria no Comando de Greve, buscando encaminhar todas as propostas e consolidar a unidade entre os docentes.

Após a leitura da nota, os docentes que estavam presentes para participar da Assembleia reconsideraram o posicionamento tomado pelo Comando de Greve e pediram a instalação da Assembleia Geral com a coordenação por parte da Diretoria, que acolheu o pedido dos presentes e prosseguiu com os trabalhos, mantendo, como já acordado em outras assembleias, a participação de membros do comando na mesa. A professora Cláudia Miranda, presidente da APUB, enfatizou que todos os docentes têm legitimidade e direito constitucional de se reunir, mas que a organização dos docentes naquele espaço se dava pela entidade sindical.

Como encaminhamento, foi mantida a continuidade da greve e marcada uma nova Assembleia para o dia 29 de junho. Confira mais encaminhamentos votados:

– O professor Diego Ferreira foi indicado como delegado para o Comando Nacional de Greve e a professora Celi Taffarel como suplente;

-Participação no ato do 2 de julho, com a participação de outras entidades e organizações sociais;

– Congregação ampliada para a construção da pauta local;

– Carta resposta do Comando de Greve à nota da diretoria suspendendo a Assembleia;

– Lançamento da campanha “Eu doo sangue pela universidade pública. Eu doo sangue pela UFBA”, com camisas para o 2 de julho;

– Os informes devem ser encaminhados por e-mail para o Comando Local de Greve na véspera da Assembleia;

– Os gastos do Fundo de Greve devem ser informados ao Comando através de ordem de pagamento;

– Realização de debates relacionados aos temas defendidos pelo movimento

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu