Nota pública do PROIFES sobre corte de até 45% da verba para universidades federais

O PROIFES-Federação, entidade que representa docentes de universidades e institutos federais de todo o Brasil, repudia o corte de até 45% dos recursos das universidades federais, anunciado pelo Ministério da Educação (MEC). A informação foi publicada nessa semana no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec) e amplamente divulgada pela grande imprensa.

Segundo informações do Correio Braziliense, “serão cerca de R$ 350 milhões a menos em investimentos para as 63 federais – na comparação com os R$ 900 milhões previstos para o setor neste ano. As instituições já vivem grave crise financeira, com redução de programas, contratos e até dificuldades para pagar contas”, aponta a publicação.

Ainda de acordo com o jornal, o montante, que ainda poderá ser revisto, deve ser incorporados ao Projeto de Lei Orçamentária Anual, que será enviado pelo Executivo ao Congresso Nacional até o fim de agosto.

Em nota, o MEC informou que “a iniciativa se alinha ao equilíbrio fiscal para que o país saia da crise”.

A federação condena qualquer tipo de retrocesso no setor da educação. A medida vem para interromper a ampla expansão que as universidades e os institutos federais tiveram durante os governos anteriores. Diante deste novo cenário, torna-se impraticável a execução do Plano Nacional de Educação, fruto do trabalho incansável da sociedade civil por uma educação laica, pública, de qualidade e em crescimento.

Fonte: Proifes-Federação

Foto: Agência Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu