Orçamento do conhecimento acumula perdas de R$ 80 bi desde 2015

Recursos caem para o menor patamar desde de 2007. Apenas R$ 7,995 bilhões estão garantidos na PLOA 2021.

O orçamento do conhecimento no Brasil (universidades federais,  Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, CAPES, institutos tecnológicos federais e centros de pesquisa) previsto no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2021 é o menor desde 2007.

A partir de 2015, sucessivas reduções das verbas discricionárias geraram perdas reais acumuladas de R$ 80,704 bilhões.

Apenas R$ 7,995 bilhões estão garantidos na PLOA 2021, outros R$ 6,442 bilhões dependem da aprovação de créditos suplementares. O total é menos da metade do que foi destinado em 2014, último ano antes do início dos cortes.

Mesmo com os cortes, número de matrículas nas universidades federais seguiu em expansão.

Com o objetivo de reverter tal quadro, o Observatório do Conhecimento, rede de Associações e Sindicatos docentes de universidades públicas de todo o país, está lançando uma plataforma para pressionar o Congresso Nacional para que faça alterações na PLOA 2021 e recomponha o orçamento do conhecimento. A iniciativa faz parte da campanha “Educação tem Valor”.

PRESSIONE: Para participar basta acessar a plataforma de pressão no pressione.observatoriodoconhecimento.org.br e preencher as informações solicitadas.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Close Menu