Professores de todo país trocam experiência de ações no segundo dia de Encontro

Reunidos na manhã desta sexta, 2, em Natal, professores aposentados de todas as regiões do país debateram no segundo dia do II Encontro Nacional sobre Assuntos de Aposentadoria do PROIFES-Federação as políticas e ações desenvolvidas localmente para este segmento e estratégias de enfrentamento para a ameaça de perda de direitos que o país vivencia.

Foram abordados temas como o diálogo intergeracional, a capacidade de aproveitamento do capital intelectual dos aposentados, sindicato como espaço de acolhimento, a aposentadoria como momento da realização de sonhos e atividades ainda não realizadas, e trabalho político x assistencialismo.

Antes do início das discussões em torno do primeiro tema do Encontro, os docentes fizeram uma dinâmica de apresentação. Participam dos debates, que segue durante todo dia de hoje, o ADURN-Sindicato, a ADUFG, ADURGS, ADUFSCAR, APUB, SIND-PROIFES, além da ADUFEP, ADUB e ADUFSC, sindicatos ainda não federados.

Na fase de relatos dos sindicatos federados, o diretor Maxwell Albuquerque apresentou as ações do ADURN-Sindicato e da comissão de apoio na discussão e promoção de debates e atividades para os docentes aposentados.

O dirigente esclareceu que a Comissão de Apoio à Diretoria de Assuntos de Aposentadoria do ADURN-Sindicato foi instituída em 4 de agosto de 2015, dois meses após a posse da gestão 2015-2018, como parte da política de fortalecimento de ações relacionadas aos professores aposentados. “De lá para cá, o Sindicato tem buscado estimular os debates relacionados à aposentadoria a partir da análise das contribuições profissionais para a construção de uma proposta de ação continuada. O princípio básico das discussões é de aproximar cada vez mais as situações de ativos e aposentados, para que a pressão social que garante a valorização dos ativos também garanta a valorização dos aposentados”, pontuou.

Após a apresentação das ações realizadas pelo ADUFG Sindicato por Flávio Silva, presidente da entidade, a professora aposentada Jane Sarques falou sobre o grupo Travessia-Aposentados, criado em maio de 2010, que proporciona aos professores participantes viajarem, se reunirem mensalmente para um happy hour e ainda realizarem anualmente exposição de arte e artesanato e sarau.

A experiência de Goiás foi seguida pela exposição dos docentes da Adurgs Sindical. Arlete Spener, Nilcéa Nery e Lúcio Hagemann fizeram a apresentação do Núcleo de multi atividades. A professora Nilcéa destacou que as atividades realizadas pelo grupo foram despertadas pelo relato apresentado pelo ADUFG Sindicato no I Encontro Nacional, realizado em Goiás.

Dando sequência aos relatos, o professor Marcos Antonio Sanches, da ADUFSCar disse que não há trabalho realizado especificamente para este segmento na entidade e ressaltou a importância do encontro para tentar fortalecer uma maior participação dos docentes aposentados na vida sindical. A professora Fátima Baldino levantou a necessidade de fortalecer a política, a partir das experiências expostas, e discutir a questão do Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC) para os aposentados.

As professoras Rutildes Moreira e Elvira Barbosa, da APUB, fizeram a apresentação do trabalho que a comissão de aposentados do sindicato realiza na promoção de políticas e eventos para os docentes da Universidade da Bahia. Também foram destacadas a oferta do plano de saúde oferecido e de ações na área jurídica.

A professora Elizabeth Ferreira, do SIND-PROIFES, apresentou a proposta de reconhecimento do tempo de filiação e da retroação da data do início das contribuições para o bolsista de pós-graduação, que tenha se dedicado em tempo integral à pesquisa, curso de especialização, pós0graduação, mestrado ou doutorado, no Brasil ou no exterior, desde que tenha concluído as atividades propostas.

Após a exposição das diferentes formas de participação do segmento nos espaços sociais e a necessidade de valorização da experiência pelos sindicatos federados, algumas entidades, ainda não filiadas ao PROIFS, também apresentaram suas iniciativas para os aposentados.

A professora Ana Lúcia Sarmento, da ADUNB, ressaltou a política de aproximação dos professores aposentados à vida no sindicato, mas apresentou as dificuldades no desenvolvimento desta ação, especialmente devido a disputa política na ADUNB. Ao final, elencou algumas atividades de lazer já planejadas para espaços voltados para a confraternização.

O professor Eronivaldo Fernando, da ADUFEPE, chamou atenção para a relação entre os professores da ativa e aposentados. Segundo ele, em Pernambuco foi criado espaços de trabalho para incentivar a realização de atividades conjuntas.

Encerrando os debates da manhã, o professor Nelson da Silva Aguiar, apresentou as iniciativas que a APUFSC desenvolve, como realização de cursos e o oferecimento de assistência jurídica aos professores, e abordou a importância das vivências lúdicas e sociais da aposentadoria.

Fonte: ADURN Sindicato

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu