Síntese dos pontos que não devemos abrir mão na mesa de negociação

Conforme aprovado em Assembleia dos professores da Universidade Federal da Bahia ocorrida no dia 18 do mês de julho de 2012, às 15 horas, no Auditório de Arquitetura da UFBA, Federação, Salvador, Bahia, o Comando Local de Greve dos docentes da UFBA encaminha ao Comando Nacional de Greve a síntese dos pontos que não devemos abrir mão na mesa de negociação com o Governo:

1. Percentual fixo entre níveis (5%), com salário mínimo baseado no DIEESE para o nível auxiliar, 20 horas, graduado.

2. Regime de trabalho: percentuais fixos (de 20h para 40h – 100% e de 20h para D.E – 200%)

3. Retribuição por titulação: percentuais fixos (10% Aperfeiçoamento; 20% Especialização; 40% Mestrado; 80% Doutorado)

4. Carga horária em sala de aula: obediência a LDB (mínimo de 8 horas e não 12 horas)

5. Retirada do estágio probatório como barreira para progressão imediata por titulação

6. Reajuste sem parcelamento (2013)

7. Definição da data-base para futuros reajustes de modo que haja recomposição anual à inflação

8. Aposentadoria integral para todos

9. Reenquadramento justo para recuperação de perdas anteriores, quando da criação da classe associado, e da atual proposta. Paridade entre ativos e aposentados: por paridade entre ativos e aposentados entende-se a posição relativa na época em que ocorreu a aposentadoria. Assim, quem se aposentou como adjunto IV deve ser reclassificado como associado IV.

10. Preservação da isonomia, paridade e autonomia universitária.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu