Professor Paulo Costa Lima amplia ala baiana na Academia Brasileira de Música

A diretoria da Apub Sindicato parabeniza o professor Paulo Costa Lima, o mais novo membro baiano da Academia Brasileira de Música, eleito na última segunda-feira (13/01) para assumir a cadeira 21. Aos 59 anos, o compositor terá seu nome imortalizado na história do país, como reconhecimento do seu trabalho e o seu modo de fazer música erudita e contemporânea.

Há 46 anos, em 1969, Costa Lima entrou para a música e ao longo de sua carreira soma mais de 80 obras e cerca de 300 execuções, em cerca de 15 países. Segundo ele, sua metodologia é uma busca de experimentos de hibridação entre as visões de mundo da vanguarda européia e a vivência rítmica da África na Bahia. Para o professor, o reconhecimento também marca a qualidade dos intérpretes baianos e destaca a sua bagagem como pesquisador, teórico e estudioso das relações entre criação musical e cultura, no esforço de interação entre música e psicanálise e no estudo da pedagogia do compor.

Costa Lima traz valorosas contribuições. Foi diretor da EMUS, Pró-Reitor da UFBA, Presidente da Fundação Gregório de Mattos. Além da consciência política de que a emancipação é uma tarefa coletiva, que depende de propostas capazes de mobilizar o coletivo em torno da defesa dos seus sonhos.

A data da posse ainda não está definida. Nos próximos meses, será feita uma reunião na sede do Rio de Janeiro para decidir se será ainda neste semestre ou no próximo.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Close Menu