A diretoria da Apub Sindicato parabeniza o professor Paulo Costa Lima, o mais novo membro baiano da Academia Brasileira de Música, eleito na última segunda-feira (13/01) para assumir a cadeira 21. Aos 59 anos, o compositor terá seu nome imortalizado na história do país, como reconhecimento do seu trabalho e o seu modo de fazer música erudita e contemporânea.

Há 46 anos, em 1969, Costa Lima entrou para a música e ao longo de sua carreira soma mais de 80 obras e cerca de 300 execuções, em cerca de 15 países. Segundo ele, sua metodologia é uma busca de experimentos de hibridação entre as visões de mundo da vanguarda européia e a vivência rítmica da África na Bahia. Para o professor, o reconhecimento também marca a qualidade dos intérpretes baianos e destaca a sua bagagem como pesquisador, teórico e estudioso das relações entre criação musical e cultura, no esforço de interação entre música e psicanálise e no estudo da pedagogia do compor.

Costa Lima traz valorosas contribuições. Foi diretor da EMUS, Pró-Reitor da UFBA, Presidente da Fundação Gregório de Mattos. Além da consciência política de que a emancipação é uma tarefa coletiva, que depende de propostas capazes de mobilizar o coletivo em torno da defesa dos seus sonhos.

A data da posse ainda não está definida. Nos próximos meses, será feita uma reunião na sede do Rio de Janeiro para decidir se será ainda neste semestre ou no próximo.