Abertas inscrições para II Escola de Formação Feminista e Popular Negra Zeferina

Estão abertas, até o próximo dia 8/04, as inscrições gratuitas para a II Escola de Formação Feminista e Popular Negra Zeferina. A iniciativa é do Núcleo Negra Zeferida, da Marcha Mundial das Mulheres, e conta com o apoio de diversas entidades. A formação será realizada nos dias 11 e 12/04 e o local será enviado por email aos inscritos.

Com o tema O Sistema Político e a Luta Feminista e Popular, o grupo se dedicará ao estudo sobre a história da formação do capitalismo brasileiro, o Estado e a luta pela constituinte, o mundo do trabalho, o sistema político e o feminismo popular.

A I Escola foi realizada em julho de 2014 e abordou o capitalismo racista e patriarcal, além da história do movimento feminista. Contou com a participação de 150 mulheres que debateram conteúdos de grande importância para a realização de suas lutas em todos os espaços que estão inseridas. Vale ressaltar que para participar da segunda edição, não é necessário ter a formação da I Escola.

Formação – Negra Zeferina foi uma lutadora do Quilombo do Orubu, onde hoje se encontra o bairro de Cajazeiras em Salvador. Ela é a homenageada da Escola que visa formar mulheres que defendem ou querem conhecer o Feminismo Popular. Durante dois dias, será debatido como funciona a sociedade capitalista, patriarcal e racista, como as mulheres se organizaram ao longo da história para combatê-la, como atualmente se organizam e quais as lutas em construção para transformar a sociedade.

A expectativa é de um público de 300 mulheres, representantes do meio popular, das escolas, universidades, do movimento sindical e dos movimentos feministas. “Essa formação apresenta grande centralidade na atual conjuntura política em que o governo federal é pressionado para atender exigências de uma agenda neoliberal, cerceando os direitos de trabalhadores e trabalhadoras, além do aumento do conservadorismo e fundamentalismo”, explica a geógrafa Júlia Garcia, militante do Núcleo Negra Zeferida e do Coletivo de Mulheres do Sindicato dos Engenheiros da Bahia.

Veja a programação:

Sábado – 11.04
7h às 8:30 – Credenciamento e divisão das tarefas
8:30 – Mística e apresentação das participantes
9h – O capitalismo racista e patriarcal
–> O que é o capitalismo? Como ele se conforma no Brasil? Como ele funciona?
12h – Almoço e Tempo Trabalho
14h – Estado e a luta pela constituinte
–> O que é o estado? Como ele se conforma? A quem serve? É possível outro estado?
18h – Jantar e Tempo Trabalho
20h – Jornada Feminista e Popular
23h – Horário de silêncio

Domingo – 12.04

7h – Alvorada
7:30 – Café da Manha e Tempo Trabalho
8:30 – Mundo do Trabalho, Sistema Político e Feminismo Popular
–> Quais os desafios das feministas trabalhadoras na luta por outro Sistema Político?
12h – Almoço
14h – Nossos desafios e próximos passos na luta feminista e popular
– Formação
– Organização
– Lutas
16h – Avaliação
17h – Mística de encerramento
17:30 – Organização do espaço
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu