Coquetel de inauguração lota nova sede da Apub

A inauguração da nova sede da Apub Sindicato – agora na  rua Aristides Novis, nº 44 – foi um momento que uniu celebração e a necessidade de reafirmar o papel político da instituição. O coquetel aconteceu na sexta-feira (20) e reuniu mais de cem pessoas entre professores, funcionários, diretores de unidades, colaboradores e estudantes, além de membros de diretorias passadas. Também compareceram a vereadora Vânia Galvão, a deputada federal Alice Portugal, a deputada estadual Aladilce Souza e a Secretária estadual de Políticas para as Mulheres Olivia Santana. O reitora da UFBA foi representado pela chefe de gabinete da reitoria Suani Pinho. Muitos dos presentes destacaram a importância da nova sede como local de articulação de lutas, mas também de convivência, não só entre os associados, mas de toda comunidade universitária.

De acordo com a presidente da Apub, professora Cláudia Miranda, a aquisição de uma nova sede era um projeto antigo dos docentes que desejavam um local que pudesse atender melhor os anseios da categoria e oferecer melhores condições de trabalho. “Nós tivemos uma história muito linda na sede antiga, mas dentro de um projeto de expansão do sindicato, de renovação e qualificação dos seus espaços e de participação, seja de luta, seja de participação social, cultural, a gente precisava de um espaço que pudesse atender a todos esses objetivos. Os professores merecem uma sede como esta”.

Também esteve no coquetel, a deputada federal Alice Portugal, que relembrou a história da entidade e seu papel nas conquistas para a carreira docente e para a própria universidade. “A Apub tem a sua digital da construção da universidade democrática. Hoje o docente universitário do Brasil tem carreira e a Apub teve uma participação incrível nisso. Espero que os professores possam usufruir constituindo o fortalecimento cada vez maior da sua entidade de classe.”

O professor Leopoldo de Carvalho lembrou que esteve presente na casa antes da reforma e se disse surpreso com a mudança: “Quem viu antes e quem vê agora fica surpreso e muito feliz”. E completou: “Nós vamos ter aqui as próximas gerações [com] espaço e condições excelentes para trabalho e até mesmo lazer e cultura”. Quem também ressaltou a importância do espaço como lugar de convivência foi a Joana Guimarães, vice reitora da UFSBA: “a sede é realmente muito boa, adorei”, disse ela. “É um ambiente muito agradável, as pessoas podem vir aqui tomar um café, bater papo. Isso ajudaria muito a trazer os sócios para dentro da Apub.”

O diretor acadêmico da Apub, Cláudio Lira, afirmou que considera a inauguração da sede nova como duplamente importante: “ela tem uma importância que é concreta, que diz respeito à evolução da categoria e a melhores condições de trabalho para uma direção. Mas ela tem também um valor que é simbólico: no momento de crise que nós estamos passando inaugurar uma nova sede implica que a classe continua se organizando, continua se fortalecendo, continua mantendo suas trincheiras de luta.”

Luta e articulação

Um dos objetivos a serem alcançados com a nova sede é ser uma referência de local para pautar a luta do movimento docente, integrada com os demais setores da universidade. Essa necessidade de articulação entre corpo docente, servidores e estudantes também foi ressaltada por representantes do DCE e da Assufba que estiveram presentes na inauguração. Ingrid Morais, estudante do BI de Ciência e Tecnologia da UFBA, disse que “desde o ano passado a gente tem construído uma relação muito boa com a Apub, principalmente em volta da bandeira da constituinte”. Mas, segundo ela, a aproximação precisa ir para além dessa bandeira. “Uma universidade precisa cumprir seu papel social (…) e a gente acredita que os professores e professoras que constroem a Apub têm esse projeto de uma universidade socialmente referenciada. A gente do DCE acredita que podemos pautar um projeto popular de universidade muito melhor quando a gente tem uma união entre os três setores”. Para Kelly Rangel, servidora técnica administrativa do Neim, o esforço de integrar os três setores da comunidade deve ser feito em torno de pautas que vão além das campanhas salariais “2015 é um ano muito importante para a educação. Precisamos também pautar politicamente um projeto de universidade”. E finalizou: “a gente está aqui nessa sede lindíssima festejando essa grande conquista da Apub que é também de toda a comunidade UFBA”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu