Apub participa do Congresso UFBA 2021 com oito mesas de debate

De 06 a 11 de dezembro, acontece o Congresso UFBA 75 anos e a Apub participa de mais uma edição com oito mesas de debate, sendo quatro de proposição do sindicato e mais quatro em parceira com outras entidades sindicais e movimentos sociais. Confira:

No dia 06/12, segunda-feira, tem a mesa “Crise e autoritarismo: o lugar da Universidade na resistência democrática”, às 18h30, na sala D1, com Ana Lúcia Góes (vice-presidenta da Apub), Arlindo Pereira (DCE/UFBA) e Cássia Virgínia Maciel (PROAE/UFBA);

No dia 07/12, terça-feira, o tema é “Covid-19 na Bahia: olhares e experiências dos movimentos sociais e dos trabalhadores no enfrentamento da pandemia“, às 8h30, na sala C1, com Ana Lúcia Góes, Maria Aladilce de Souza (Enfermagem/UFBA e Comitê Baiano Vacina no SUS Já), Ângela Guimarães (UNEGRO), Edmilson Barbosa (CUT-BA) e Márcio Costa Vitorino.

No dia 08/12, quarta-feira, “O legado de Anísio Teixeira e Paulo Freire – vida e obra”, proposta pelo Grupo de Trabalho de Educação do sindicato, será às 18h30, na sala U1, com Luciene da Cruz Fernandes (IMRS/UFBA), João Augusto Rocha (aposentado da Politécnica/UFBA), Uilma Amazonas e Gilvanice Musial, ambas da FACED/UFBA e GT Educação.

No dia 09/12, quinta-feira, a mesa sobre “Petróleo e Energia“, em parceria com a CUT-BA, às 8h30, na Sala A1, contará com Leonardo Urpia (SindiPetro e vice-presidente da CUT-BA), José Sérgio Gabrielli (aposentado da Fac. Economia/UFBA) Gilberto dos Santos e Rafael Rodrigues da Costa.

No dia 10/12, sexta-feira, também em parceria com a CUT-BA, acontece a mesa “Pandemia: impacto na saúde do trabalhador e na previdência social”, às10h30, na sala S1, com Luciene Fernandes, Yukari Figueroa Mise, Maria Maeno, Murilo Carvalho e Alindai Santana.

Por fim, no dia 11, sábado, serão três mesas: “Docentes e direitos: ameaças e a defesa da categoria no cenário atual”, às 13h30, na sala A2, com Ana Lúcia Góes, João Batista de Deus (PROIFES-Federação), Tatiana Roque (UFRJ), Daniel Cara (Campanha Nacional pelo Direito à Educação) e Olívia Santana (deputada estadual pelo PCdoB-BA); a mesa “Por que a conta de luz é tão cara no Brasil?“, também às 13h30, na sala E2, em parceria com o Movimento de Atingidos por Barragem (MAB) e Sindicato de Engenheiros da Bahia, com Luciene Fernandes, Gilberto Cervinski e Allan Yukio Hayama; e a última mesa será “Pandemia no Brasil e os desafios para o retorno às aulas presenciais“, às 16h30, na sala T1, com Ana Lúcia Góes, Luis Eugenia Portela (ISC/UFBA), Yasmin Barreto e Ronalda Barreto (ADUNEB).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu