Comissão Estadual da Verdade é empossada e inicia trabalhos

Entre as vítimas presentes, estava Amabília Almeida, educadora perseguida durante o regime e que está entre os sete membros da comissão. Ela fez um discurso emocionado sobre a necessidade de se revelar as atrocidades cometidas no país, entre os anos de 1964 a 1985.
Amabília lembrou a morte do guerrilheiro baiano Carlos Marighella, considerado o inimigo nº 1 da ditadura, cujas circunstâncias ainda são controversas. O poema de Ana Montenegro, sobre o enterro de Marighella, foi declamado: “Em seu enterro não havia vozes: sob censura estavam as salmodias. Mas luz, e flor, e povo, e canto responderão “presente”, chegada a primavera mesmo que tardia!”
Além da educadora, também foram empossados pelo governador Jaques Wagner, Antônio Walter Pinheiro, Carlos Navarro Filho, Dulce Tamara Lamego Silva e Aquino, Jackson Chaves de Azevedo, Vera Leonelli e Joviniano Neto. Este último, membro do grupo Tortura Nunca Mais, foi escolhido coordenador da comissão.
A Comissão
A sede do grupo será instalada provisoriamente em um prédio da Embasa, localizado na Barroquinha, nas proximidades da Praça Castro Alves, na capital baiana. Em um período de dois anos, os integrantes vão trabalhar na investigação e esclarecimento dos casos de violações de direitos humanos praticados na Bahia, durante da ditadura de 64.
Ao final, um relatório será elaborado, tornando público e oficial o reconhecimento de abusos cometidos, para que o Estado assuma as responsabilidades. A comissão baiana também vai auxiliar a Comissão Nacional da Verdade, que já trabalha desde 2009 na busca pela garantia do direito à memória e à verdade histórica.
“Nós estamos começando com uma coisa pequena, com cinco assessores e dois estagiários, pra pegar um trabalho muito grande. Dependemos não só desses assessores, mas do apoio do Estado e de outras entidades. Precisamos de um convênio também com as outras comissões da verdade, como a da Faculdade de Direito [da UFBA]”, explicou o coordenador, Jovianiano Neto, diretor da Apub Sindicato.
Fonte Portal Vermelho
Foto Manu Dias – Agecom
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu