Defender Universidade pública e os serviços públicos contra a pandemia do Coronavírus

Em 2016, durante o governo Temer, foi aprovada a Emenda à Constituição 95 que impôs o teto dos gastos públicos por 20 anos, ou seja, reduz drasticamente os recursos para os serviços públicos, principalmente saúde e educação. Agora, o governo Bolsonaro intensifica os efeitos da EC 95 e amplia a retirada de direitos da população. Um exemplo disso é a Reforma da Previdência, aprovada no final de 2019, que irá reduzir os valores e dificultar o acesso aos benefícios e à aposentadoria, e também aumentar o valor dos descontos da previdência, efeito que as trabalhadoras e trabalhadores já começaram a sentir.

Além disso, o governo está propondo ao Congresso a aprovação de um conjunto de medidas que irão desmontar o funcionalismo público em todas as esferas e, consequentemente, provocará o fim das políticas sociais. Escolas e universidades públicas, hospitais, unidades de saúde da família, UPAs, programas de assistência social, de habitação, entre outros, deixarão de existir em alguns anos se essas propostas forem aprovadas.

A Ciência e Tecnologia, desenvolvida principalmente nas Universidades públicas, também são alvo de desmonte neste governo. Porém, são elas as responsáveis pelas pesquisas, por avanços e descobertas em todas as áreas de conhecimento. A exemplo das vacinas desenvolvidas e distribuídas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde, assim como as políticas e pesquisas de controle de epidemias, pandemias e outras emergências sanitárias, como é o caso do Coronavírus.

As medidas de contenção da pandemia do Coronavírus em todos os países dependem não apenas de ações individuais, mas principalmente da política de estado. Orçamento para saúde e educação não é gasto, é investimento e prevenção. Agora, podemos ver a importância de defender mais verbas para as Universidades públicas e para a Ciência e Tecnologia, que é de onde sairão as melhores pesquisas sobre essa doença; e mais verbas para a saúde e a ampliação do SUS.

Confira mais informações e notícias na página: instagram.com/democracianabahia

O que fazer para se proteger do Coronavírus (Covid-19):

• Defenda o SUS e a Universidade Pública!
• Lave sempre as mãos com água e sabonete por vinte segundos sempre que for comer, depois de usar o banheiro, ao chegar em casa e sempre que necessário.
• Na rua, ou sempre que não for possível lavar as mãos, pode usar o álcool gel a 70% (se não for 70%, não funciona). É importante fazer isso sempre ao sair de ambientes muito lotados, como o metrô e o ônibus.
• Se você não está doente, não adianta sair por aí de máscara. Ela perde o efeito em poucas horas e você vai achar que está protegido sem estar.
• Aliás, falando em tossir, nada de tossir e espirrar em cima dos outros! Use um lenço de papel para proteger boca e nariz (e jogue fora em seguida) ou cubra com a dobra interna do cotovelo.
• Não compartilhe bebidas e alimentos que já tenha levado à boca.
• Não acredite em qualquer notícia que circula por aí. Tem gente se aproveitando do desespero para espalhar desinformação. Acompanhe as redes sociais do Ministério da Saúde e da Fiocruz para ter informação de qualidade.
• 80% dos casos de coronavírus são leves e podem ser tratados em casa, com isolamento. Só procure os serviços de saúde se houver dificuldade para respirar e a febre não passar.

Informações sobre o álcool gel distribuído pela Apub Sindicato

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu