Terceirização no setor público: porta aberta para o crime organizado

❓ Sabia que grandes facções criminosas estão criando falsas Organizações Sociais (OS) para se infiltrar em administrações municipais?

🚨 Pois é: inquéritos policiais apontam que o crime organizado tem “OS de prateleira” (possuem registro em órgãos públicos, mas não atuam na função). Elas disputam e vencem licitações para serviços terceirizados, principalmente em administrações municipais.

💸 Dessa forma, a facção criminosa se apodera de serviços públicos para desviar verbas, lavar dinheiro do tráfico e conquistar cada vez mais poder.

👿 Aliás, entre seus “cabeças” há traficantes procurados pela Interpol (a Organização Internacional de Polícia Criminal).

❗ As OS se disfarçam de “instituições”, mas são empresas privadas que se aproveitam dos recursos públicos por meio de contratos de terceirização.

A terceirização no setor público favorece corrupção, fraudes e muitos outros crimes e, com a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), ela será ainda maior.

✊ É preciso Barrar a PEC 32/2020 para proteger os direitos do povo e evitar que os cofres públicos sejam dominados por facções criminosas.

Porque o serviço público é o futuro do Brasil.

Compartilhe no Facebook e Instagram


Fonte: APUB

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu